27.12.05

Avenida dos ali(en)ados

Avenida dos Ali(en)ados - Aqui se desenrolam, perante a indiferença aparente dos simples cidadãos e das "soi-disantes élites", os episódios desta história trágico-urbanística . A construção do monumento à autocracia vai avançando a passos largos independentemente das opiniões, das queixas, das cartas, dos apelos, do recurso ao tribunal.

Aqui se falsifica , se destrói a memória de um lugar com o aval das entidades que deveriam zelar pelo nosso património. Adaptando a Avenida ao seu projecto (e não o contrário), incapazes de actualizar sem destruir os arquitectos e quem lhes deu carta-branca aqui mostram o seu verdadeiro carácter, a sua arrogante (in)cultura.

Há quem coleccione a indiferença. Nós, nós coleccionamos a raiva!

(actualizado em 06.02.02)

2 Comments:

Anonymous inconformado said...

Queriam ficar para a história ? Lamentável que seja deste modo.
O Porto jamais perdoará.

2/2/06 10:22  
Anonymous Manuela D.L.Ramos said...

No futuro talvez haja sessões para "explicar" esta obra às criancinhas...
Eu que tenho de preparar uma visita de estudo ao "Porto do liberalismo" com alunos do 6º ano de escolaridade, percurso esse que na passagem pela Praça da Liberdade atingia sempre um dos seus pontos mais significativos, é que francamente não sei o que lhes explique perante esta destruição...
sabendo o que sei e participando como tenho participado no movimento de contestação a esta obra! (Não posso minar desde já a confiança que os miúdos eventualmente tenham no valor da democracia participativa...)

2/2/06 13:58  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home